Buscar

Ingredientes que não deveríamos colocar no café



Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 8 em cada 10 brasileiros consomem café, sendo que a média é de 3 a 4 xícaras por dia. Esse hábito se enquadra nos limites recomendados e pode ser benéfico à saúde. Porém devemos ficar de olho no que adicionamos às xícaras de café.

- Açúcar: quando adicionamos um pacotinho de açúcar ao café, estamos também aumentando o valor energético que sozinha a bebida não tem. Não se esqueça de que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 25 gramas diários de açúcar. Portanto, para não exceder esse limite e causar mal à saúde, tente se acostumar a tomar o café puro.

- Leite: se você tem o costume de colocar um pinguinho de leite no café, é melhor que não passe disso. O leite em si não faz mal, mas precisamos considerar a quantidade de lácteos que consumiremos durante o dia, incluindo outras xícaras de café com leite ou macchiato. O café, quando misturado ao leite, adquire outro significado nutricional, pois as gorduras saturadas entram em jogo. Caso você seja fã dessa misturinha, o leite semidesnatado é o mais indicado.

- Destilados: em alguns países, a mistura do café com alguma bebida destilada como rum ou aguardente é bastante comum. As bebidas alcoólicas fornecem cerca de 7kcal/g, porém não possui nenhum outro nutriente que nos beneficie. Além disso, a OMS ainda acrescenta que a ingestão de álcool é responsável por mais de 200 doenças e está associada também ao desenvolvimento de transtornos comportamentais, como alcoolismo, cirrose hepática e alguns tipos de câncer.

Fonte: ABIC

#café #consumo #dicas #estudos #bebida #benefícios

© 2020 ICATRIL - INDÚSTRIA DE CAFÉ DO TRIÂNGULO LTDA. Todos os Direitos Reservados.